quinta-feira, 20 de agosto de 2015

A ÚNICA COISA NECESSÁRIA

Jeremias tinha uma prioridade bem definida: ele persistentemente se levantava cedo, ouvia Deus e saía para falar e agir de conformidade com o que havia escutado. Isso não era devido ao fato de Jeremias não ter outras coisas a fazer. Era porque ele escolhera o que Jesus denominou de “a única coisa necessária” (Lc 10:42), ao ouvir atenta e confiadamente a Deus.
A marca de certos tipos de caráter é a capacidade de incansavelmente voltar à mesma tarefa com criatividade e interesse, ao longo de toda a sua vida. Nunca desistir ou de dedicar a outras coisas, jamais desviar a atenção ou ser atraído por algo diferente. Agostinho escreveu 15 comentários sobre o livro de Gênesis. Porém, jamais se contentou com o que realizara. Ele nunca acreditou que havia explorado profundamente o primeiro livro da Bíblia. Continuamente ele voltava a considerar os primeiros princípios dos caminhos de Deus. Beethoven compôs 16 quartetos de cordas porque nunca estava satisfeito com o que havia composto antes. O estilo de quarteto o intrigava e desafiava. A perfeição era sua meta. Por isso persistia com disposição nova e criativa a cada tentativa. A mesma coisa muitas vezes, porém nunca o mesmo resultado, pois cada nova tentativa era marcada por notável criatividade.
E quanto a Jeremias? “Durante vinte e três anos [...] tem vindo a mim a palavra do Senhor, e, começando de madrugada, eu vô-la tenho anunciado”. Há somente uma coisa necessária. E há somente o dia de hoje para vivê-la. Comece hoje e repita amanhã, e depois de amanhã, persistentemente. Não de forma insensata, mas com todo o entusiasmo de uma nova experiência.
“Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.” Jo 4:24
(Eugene Peterson, em “ÂNIMO!”)


quarta-feira, 29 de julho de 2015

10012640

CADA VITÓRIA A SEU TEMPO

“Esperei com paciência no Senhor…” Sl 40:1

Esperar tem sido uma das ações mais complexas para o homem moderno, para o qual o imediatismo tem imperado. Gastamos tempo em nossos erros e quando nos vemos em dificuldades gritamos por socorro e queremos que, num passe de mágica, tudo se resolva, de forma cômoda, sem dores. É claro que Deus não quer que venhamos a sofrer, mas também não quer que venhamos a desviar nossos pés da Sua vontade, por isso só mudaremos de lição quando tivermos aprendido o que nos está sendo ensinado a cada momento.
Confiar no Senhor é ter a convicção que Seu amor já nos alcançou, nos perdoando e nos livrando da condenação, mas cada vitória Dele será entregue a Seu tempo, para que Seu Nome seja glorificado em nós.
“…e Ele se inclinou para mim…”
Não podemos nos esquecer que toda oração ou lágrima já foi ouvida por Ele, e Ele se inclinou para nós… Não vamos deixar pequenas dificuldades ofuscar tão grande obra que o Senhor já operou nas nossas vidas. “Bem aventurado o homem que põe no Senhor a sua confiança…” Somo felizes porque confiamos no Senhor e aguardamos o cumprimento de todas as Suas promessas. Sabemos que através do nosso testemunho, “…muitos O verão e temerão e confiarão no Senhor”
Lembrem-se: Esperar com confiança, sabendo que Deus cumprirá toda Sua Palavra em nossas vidas, em todas as áreas.
(Portal Meninas dos Olhos de Deus)