segunda-feira, 30 de abril de 2012

FIDELIDADE


“Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos” Malaquias 3:6
A palavra fiel vem do hebraico aman e do grego pistós. As duas palavras comunicam a ideia de certeza ou estabilidade.
Uma ilustração apropriada seria uma coluna forte que sustém o peso de um edifício ou os fortes braços de um pai que sustém e protege o seu filho indefeso.
Quando a palavra fiel é utilizada em referência a Deus, significa que Ele é digno de absoluta confiança e que o Seu povo pode depender Dele sem dúvida ou reservas. É importante entender que Deus é fiel, não porque Ele faz tudo o que o Seu povo deseja, mas porque Ele faz tudo o que prometeu.
Deus é fiel no Seu amar e, por nos conhecer nos pormenores que nós mesmos desconhecemos, Ele é fiel em nos dar o que verdadeiramente precisamos.
Ele é fiel em nos guardar, nos proteger, nos conduzir, nos ensinar e, é claro, em nos abençoar. É fiel com os que depositam suas vidas em Seu Altar e sabem pacientemente viver sob Sua orientação.
“Porque o SENHOR dos Exércitos o determinou; quem o invalidará? E a sua mão está estendida; quem pois a fará voltar atrás?”  Isaías 14:27
(Paul Washer, em “O ÚNICO DEUS VERDADEIRO”)

domingo, 29 de abril de 2012

VAI PASSAR!
“Ainda que eu ande pelo vale (profundo e escuro) da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão(tua vara para me proteger) e o teu cajado(para me guiar) me consolam.” Sl 23. 4
O salmista Davi disse que ele passava pelo vale da sombra da morte. Eis o que você deve fazer em todas as situações e circunstâncias de sua vida. Você deve se lembrar de que você deve apenas passar por ali.
Quando você se sente como se estivesse preso a uma situação que nunca vai mudar, permita que Deus o leve a passar por ela. Quando aquela voz malígna sussurrar: “Você está preso a isso”, ousadamente diga: “Você está errado! Estou apenas passando por aqui”!
Sadraque, Mesaque e Abedenego foram lançados na fornalha ardente, mas Deus os fez passar em segurança pelo fogo. (Veja Daniel 3). A Palavra diz que Deus proverá essa mesma proteção e libertação a todos que colocam sua fé e confiança Nele. Assim, creia nisso enquanto passa pelo vale da sua própria situação.
(Joyce Meyer, em “EU DESAFIO VOCÊ”)

sexta-feira, 27 de abril de 2012















A VITÓRIA É MARAVILHOSA!

“Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso [...]” Hb 4.3
No decurso dos anos, tenho passado maravilhosamente com Deus atuando em meu favor, simplesmente deixando-O realizar a obra.
Durante mais de meio século transcorrido, desde o dia em que aprendi a respeito da fé e sobre o que a Bíblia diz: “Nós, porém, que cremos, entramos no descanso”, tenho ficado em estado de descanso. Assimile aquilo que essa Escritura diz! Não diz que entramos em um estado de medo, aflição, queixumes, preocupação ou brigas. Não! Diz que entramos no descanso.
Faz mais de 50 anos que não entro em uma luta. Quando alguém me pergunta: “Como vai à peleja?”, sempre respondo: “A vitória é maravilhosa!” Não há peleja. Estou na vitória. A fé sempre tem bom testemunho!
Interiorize, repita sempre que preciso, e viva essas palavras: Tenho crido. Sou um daqueles que crêem; logo, entro no descanso. Estou em estado de repouso. Ajo como quem entrou no descanso. Não tenho medo nem aflição. Não me preocupo. Não me queixo. Não pelejo. A peleja é do Senhor. A vitória é minha. Estou na vitória”.
(Kenneth E. Hagin, em “ALIMENTO DA FÉ”)

quinta-feira, 26 de abril de 2012

 AGUARDE O INESPERADO 

Nosso conceito sobre a vontade de Deus é que Ele nos guia como nós nos guiaríamos e planeja como nós o faríamos. Mas não é assim. Sua vontade não é assim. Na verdade, aqui estão os quatro princípios simples que precisamos ter em mente com relação a orientação de Deus.
1- O método preferido de Deus é a surpresa. Portanto, espere surpresas. Repito, surpresas são a regra, não a exceção.
2- Suas surpresas exigem flexibilidade e adaptação. Quando você se vê numa situação que não esperava, precisa adaptar-se: você é forçado a se ajustar. Deus não cometeu nenhum erro. Você não cometeu nenhum erro. Você está simplesmente passando pelo processo de desenvolvimento interno, que é parte do arranjo que Deus faz dos eventos, por mais doloroso que isso possa ser.
3- Por trás das surpresas de Deus, há propósitos dos quais não temos consciência. Avalie-os. Diga a você mesmo que não se trata de um erro. Não é acidente. Deus planejou isso deliberadamente… em vez de ficar amargurado, bravo e desiludido, antes de chamar tudo isso de ‘um erro’, pergunte: Que posso aprender com tudo isso?
4- Quando Deus nos surpreende, Ele nos dá graça suficiente para lidar com o inesperado. Conforme descansamos Nele, Ele nos dá tudo do que precisamos para suportar aquilo que sua vontade nos reserva.
Deus pode estar preparando você para uma grande surpresa, a fim de constatar a sua fidelidade. Em vez de fugir Dele, deixe-me sugerir o oposto: corra para Ele. Em vez de procurar alguém em quem colocar a culpa pela dor que você está sentindo ou pelas mudanças que se mostram no horizonte, olhe para o céu e perceba que este arranjo foi soberanamente colocado ali para o seu bem e para a glória de Deus.
(Charles Swindoll, “O MISTÉRIO DA VONTADE DE DEUS” )

quarta-feira, 25 de abril de 2012

VOCÊ É IMPORTANTE!


A metáfora da ovelha e do pastor é recorrente na Bíblia. A cena nos é familiar: Quando as ovelhas estão pastando, às vezes elas cortam o focinho contra alguma pedra aguda escondida na relva. Além disso, pode haver espinheiros, e elas sofrerem arranhões e ferimentos. Outras vezes, a subida é íngreme, e o sol muito quente, inclemente mesmo. No fim do dia, o rebanho está muito cansado, sem forças.
Ao chegarem ao aprisco, o pastor se põe à entrada e examina cada ovelha que passa. Se há alguma com  algum ferimento, ele lhe aplica um óleo balsâmico que ajuda a cicatrizá-lo, e evita a infecção. A ovelha fica boa logo.
Outra peça dos apetrechos do pastor é um vaso de barro que está cheio de água, é um tipo de jarro que conserva a água sempre fresca, pelo processo da evaporação. À medida que cada ovelha se aproxima, ele mergulha na água uma grande caneca, e a estende para o animal cheia até a beirada. A ovelha sedenta e cansada sorve com prazer o líquido restaurador.
Nosso coração sofre tristezas e mágoas. A consciência às vezes nos dói, como um dente infeccionado. Somos feridos com frequência. A vida não é fácil (alguém disse que seria?). O mundo pode nos parecer rude e cruel. Outras vezes ficamos cansados e desanimados. A vida se torna um peso insuportável.
Aqui também vemos o terno Pastor que compreende o sofrimento de seus filhos e está sempre pronto e capaz para nos socorrer nestes transes. Ele não fica aborrecido com nosso cansaço, nem nos acusa porque cansamos. Ele não fica estressado com nossos ferimentos. Ele nos acode, nos socorre e nos acolhe.
Notemos que Davi disse: “Unges-me a cabeça com óleo;  meu cálice transborda.” Ele não disse: Unge-nos a cabeça. Ele usou o pronome no singular. Durante todo o dia, o pastor esteve cuidando do rebanho como um todo, mas quando entram no aprisco, ele as examina uma a uma.
Um de meus professores da faculdade nunca conseguia lembrar meu nome. De certa forma, e, por consequência, eu não conseguia vê-lo com simpatia. Jesus disse: “Ele chama pelos nomes as suas próprias ovelhas” (Jo 10:3). Gosto desta passagem. Faz-me sentir importante.
O salmista disse: “O Senhor… sara os de coração quebrantado… conta o numero das estrelas” (Sl. 147:2,3,4). Todo o poder do universo está a minha disposição. O Deus todo-poderoso está todo voltado para mim, para me acudir, me reanimar e me ajudar. Você também pode dizer o mesmo. Você é valioso para Deus. Sinta-se importante, você é.
(Charles L. Allen, em “A PSIQUIATRIA DE DEUS”)

terça-feira, 24 de abril de 2012

REVIGORAR 

“ELE FORTALECE O CANSADO E DÁ GRANDE VIGOR AO QUE ESTÁ SEM FORÇAS.” Isaías 40.29
Mesmo as pessoas mais fortes se cansam, porém o poder, o amor  e a força de Deus nunca diminuem. Ele nunca está demasiadamente cansado para ouvir, sustentar e ajudar. Sua força é a fonte de nossa força. Quando sentir que toda a sua vida o está esmagando, e não pode dar mais nenhum passo, lembre-se de que pode recorrer a Deus e, através Dele, ter as forças renovadas.
São inúmeras as situações que podem nos levar ao cansaço espiritual, físico e mental. Até mesmo na nossa vida espiritual, podemos nos cansar e ver nossas expectativas frustradas, pelo comportamento de pessoas que estão agindo completamente em desacordo ao que recomenda a Palavra de Deus.
O cansaço é próprio do ser humano. A grande diferença é que nós, pessoas compradas e lavadas pelo sangue de Jesus Cristo, muito embora sujeitas à debilitação do nosso corpo e espírito, podemos nos cansar, sim, mas jamais devemos entregar os “pontos”. A Palavra de Deus nos traz exemplos de tantos homens fiéis ao Senhor, que quando vinha o abatimento, logo buscavam a Deus e suas forças eram refeitas. O apóstolo Paulo se expressou na carta à igreja que estava em Filipo, dizendo: “Posso todas as coisas naquele que me fortalece”. Paulo disse que aprendeu a viver em qualquer situação, tanto a ter abundância, quanto a passar necessidades, pois ele tinha a convicção que o Senhor o fortaleceria.
O Senhor nos compreende perfeitamente quando estamos cansados. Ele espera que descansemos Nele e nos refaçamos em Sua força para voltar à luta. Nunca nos deixemos dominar pelo desânimo, pois DEUS FORTALECE O CANSADO. 
(Devocional Momentos com Deus)

segunda-feira, 23 de abril de 2012

APRENDENDO, MESMO NAS SOMBRAS 


Quero dar a você um novo suprimento de esperança. Para que possa fazer isto, permita que sugira quatro princípios. Eles são extremamente importantes para você durante aquelas ocasiões em que Deus o leve a aguardar nas sombras.
Primeiro, quando Deus nos prepara para um trabalho (ministério), Ele inclui o que nós preferiríamos omitir. Um período de espera que cultive a paciência. Enquanto escrevo estas palavras, isto me faz lembrar que nunca encontrei alguém jovem e paciente. (Para ser sincero, também não encontrei indivíduos idosos e pacientes!) Todos temos pressa. Não gostamos de perder um só painel de uma porta giratória. A paciência é algo difícil numa sociedade apressada. Todavia, é uma qualidade essencial, cultivada somente em períodos prolongados de espera.
Segundo, enquanto Deus nos faz esperar, escondendo-nos à sua sombra, Ele nos mostra que não somos indispensáveis. Isto nos torna humildes. Uma das razoes para o Senhor nos remover e nos fazer aguardar à sua sombra, é para lembrar-nos que não somos a estrela do espetáculo. Não somos indispensáveis. Essa compreensão cultiva a humildade genuína. Estou convencido de que Saulo jamais questionou Deus por colocar a mão em Pedro e Barnabé e não nele.
Terceiro, enquanto Deus nos esconde, Ele revela novas dimensões de si mesmo e novos discernimentos relativos à Sua vontade. Isto nos torna mais profundos. O que precisamos hoje não é de pessoas mais inteligentes ou ocupadas. Uma necessidade maior é de pessoas mais profundas. Deus nos aprofunda por meio do tempo que passamos esperando por Ele.
Quarto, quando Deus finalmente decide fazer uso de nós, isso chega numa ocasião inesperada, quando nos sentimos menos qualificados. Isso nos torna eficazes. O cenário perfeito para uma vida eficaz começa com uma reação de surpresa: “Quem, eu? Tem certeza? Não deseja aquela outra pessoa? Ela possui excelentes qualidades e dons óbvios. Talvez queria falar com ela”. Essa é a ideia. É refrescante nesta época de alta eficiência encontrar uns poucos que ainda se surpreendem com a maneira de Deus fazer uso deles.
(Charles Swindoll, em “DIA A DIA COM OS HERÓIS DA FÉ”)

domingo, 22 de abril de 2012

Ainda que às vezes ficamos fracos na fé, e achamos que Ele não está lá...Ele está SEMPRE conosco !!!! Aleluia !!!

sábado, 21 de abril de 2012

SEMPRE ATIVOS, SEMPRE ÚTEIS


A verdade é: Deus jamais se cansa de você. Ele sempre tem um plano para a sua vida. Não há limite de tempo para o seu chamado, ou para o que quer fazer por seu intermédio. Deus usará você para realizar Seus propósitos até seu último instante aqui neste planeta. Não permita que ninguém tente convencê-lo do contrário. O que pode ser verdade sobre o que você está sentindo é que a vida como você a conhecia está mudando. O que existia antes pode ter terminado, mas o que está à sua frente é maior ou até muito maior.
Exatamente quando você suspeita que as coisas estão fenecendo em sua vida, Deus fará algo novo. Ele pode chamar você para realizar os detalhes da sua atual caminhada, ou pode colocá-lo num caminho totalmente novo. Deus sempre nos surpreende! Deus o chamará para um novo tempo, uma nova tarefa e uma nova obra da sua graça. Tudo isso, é claro, se você estiver aberto e permitir que Ele o faça. Por isso, é importante manter-se atento à direção divina e estar disposto a se mover de acordo.
Somos criaturas rotineiras e resistimos tanto às mudanças que às vezes Deus tem de fechar as portas em nossa vida afim de nos levar para onde Ele deseja. As grandes mudanças na vida podem ser assustadoras. Entretanto, se não ficarmos nos agarrando desesperados à velha vida, as novas experiênciastambém podem ser empolgantes. A tentativa de evitar mudanças só serve para tornar o processo mais miserável. É bem menos estressante abandonar nossa antiga maneira de viver e caminhar passo a passo com Deus em direção à nova vida que Ele nos oferece. Muitos dos grandes homens da Bíblia alcançaram suas realizações mais relevantes com idade avançada, numa época em que pensavam que a produtividade estava findando.
Deus pode nos chamar para realizar nossa maior façanha aos cinqüenta, sessenta, setenta ou até oitenta anos de idade, ou mais. É maravilhoso olhar para frente! Deus não desvaloriza as pessoas depois de uma certa idade, como a sociedade faz. Se o trabalho que você estava fazendo terminou, se a provisão que você recebia se esgotou, se o nível de realização em seu trabalho e em outras atividades diminuiu, ou se aconteceu algo que mudou o status de sua vida, não fique alarmado. Estas coisas podem ser sinais da mudança que Deus está efetuando em sua vida. Ele pode estar preparando você para entrar numa nova.
Embora Deus tenha prometido que daremos fruto na velhice, lembre que esse fruto é sazonal. Não daremos fruto constantemente. Teremos fases de descanso para que o solo de nossa vida não fique exaurido. Quando Deus quiser produzir uma nova colheita através de você, não resista contra o tempo de arar e preparar o solo. Isso não significa que você secará. Deus promete que você será cheio de água viva, trazendo nova vida e prosperando em tudo o que faz. Confie Nele. Ele nunca esteve tão perto de você. Torne-se mais dependente do Senhor.Entregue-se totalmente nas mãos Dele para que Ele seja tudo em sua vida. Siga-O de perto e você produzirá frutos abundantes.
(Stormie Omartian, em “O PODER DA FÉ EM TEMPOS DIFÍCEIS”)

terça-feira, 17 de abril de 2012

 O NOME DO PODER
“E, naquele dia, nada me perguntareis. Na verdade, na verdade vos digo que tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu nome, Ele vo-lo há de dar. Até agora, nada pedistes em meu nome; pedi e receber eis, para que a vossa alegria se cumpra” Jo 16.23,24
Segundo a Aliança, essa promessa em relação à oração talvez seja a declaração mais assombrosa já pronunciada pelo Homem da Galiléia.
O que Jesus quis dizer com a expressão naquele dia? Olhando para o futuro, Jesus dizia, com efeito: “Irei embora para o Calvário. Morrerei. No entanto, serei ressuscitado dentre os mortos, subirei até as Alturas e assentar-me-ei à destra do Pai. Virão dias novos. Uma Nova Aliança ou um Novo Testamento passará a existir, e, naquele dia, nada me perguntareis”. O dia em que vivemos é aquele dia novo a que Ele se referia!
Até agora nada pedistes em meu nome. Os discípulos não oravam em Nome de Jesus enquanto Ele estava na Terra, porque não teria funcionado. Não era necessário, pois, enquanto Jesus estava com eles, Ele supria todas as suas necessidades. Entretanto, chegaria o dia em que Jesus partiria, então, precisariam do Nome Dele. O Nome de Jesus substituiu a Pessoa de Jesus na operação dos milagres, na libertação e no envolvimento de Deus na situação!
(Kenneth E. Hagin, em “ALIMENTO DA FÉ”)

segunda-feira, 16 de abril de 2012

domingo, 15 de abril de 2012

sábado, 14 de abril de 2012

 OBSTÁCULOS

“Tendo eles partido, eis que apareceu um anjo do Senhor a José, em sonho, e disse: Dispõe-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egito e permanece lá até que eu te avise; porque Herodes há de procurar o menino para o matar.” Mateus 2:13
Quando Deus falar claramente para você e você obedecer a vontade Dele, pode esperar que você enfrentará oposição. Ataques espirituais nem sempre são sinal de que você está fora da vontade de Deus; eles podem indicar que você está exatamente no centro da vontade dEle.
O marido de Maria, José, era um homem justo que temia a Deus, mas mesmo assim sua obediência a Deus o forçou a fugir para se manter vivo num país estrangeiro. A dificuldade de José veio, não por causa de pecado dele, mas por causa de sua obediência. Apesar de Maria e José terem sido forçados a se mudar para outro país, eles permaneceram no centro da vontade de Deus.
Jesus avisou aos Seus discípulos que esperassem perseguições à medida em que obedecessem ao Pai. Ele lhes lembrou de que não passariam por dificuldades sozinhos, porque o próprio Jesus também havia enfrentado a hostilidade do mundo e tinha sido vitorioso (João 16:33)
Não fique desencorajado quando sofrer oposição. Pode ser que a oposição seja uma indicação de que você está obedecendo a Deus. Examine seu coração. Se você tiver feito o que você sabe que Ele lhe mandou fazer, confie Nele para lhe ajudar a atravessar o antagonismo que vem daqueles que não estão andando com Ele.
Quando encontraram perseguição, os discípulos não pediram a Deus que removesse seus oponentes, mas que lhes desse ousadia enquanto enfrentavam oposição (Atos 4:24-31). Pode ser que a vontade de Deus para você inclua dificuldades, assim como foi para Seu Filho (João 15:20), mas Ele lhe ama e não permitirá que você enfrente mais do que você aguenta.
(Portal Iluminalma)

quinta-feira, 12 de abril de 2012

 PROCESSO DE APERFEIÇOAMENTO

Se você se sente chamado para fazer algo melhor do que aquilo que está fazendo agora, deixe-me lhe assegurar que provavelmente está mesmo sendo chamado. Se você nunca buscou o Senhor concernente aos seus planos e propósitos para sua vida, faça isso agora. Se você já fez isso, então deve haver um propósito – que você ainda não enxerga — para o que está fazendo atualmente. Ou talvez você não tenha renunciado aos seus sonhos. De qualquer maneira, saiba que o Senhor não o deixará para sempre onde você está.
Você não tem de aceitar tudo o que surge em seu caminho como sendo avontade de Deus. Longe disso. Pergunte a Ele. Diga: “Senhor, o que estou fazendo agora está de acordo com teu propósito em minha vida? Se for a tua vontade, eu aceito e me submeto. Se não for, então faze-me ser aquilo para oqual me criaste”. Enquanto você estiver orando dessa forma, Deus oencaminhará para onde deveria estar ou lhe dará graça para permanecer onde está até que Ele diga que é o momento de mudar.
Tenha sempre em mente que uma vez que você ouve o chamado de Deus não significa que as coisas começarão a acontecer imediatamente. É mais provável que você experimente um tempo de espera até que Ele decida que está pronto. Portanto, não permita que o período de espera se transformenum tempo tenebroso que o leve a duvidar se realmente você ouviu a voz de Deus. Tenha em mente que durante esse tempo Ele deseja que você esqueça qualquer plano que possa ter para realizar seu propósito por meios próprios. Deus deseja que você esteja totalmente convicto de que nada acontecerá sem Ele.
O chamado de Deus para todos nós é que sejamos luz para aqueles queestão em trevas, mas às vezes Ele tem de nos conduzir à nossa própria escuridão para aprendermos a depender totalmente da sua luz
Não tenha medo do processo de aperfeiçoamento que o prepara para semover dentro do chamado de Deus em sua vida. Ele o aperfeiçoará, firmará,fortificará e fundamentará (1Pe 5:10). Fique firme, suporte o fogo e você será moldado e ficará pronto para fazer a vontade divina.
(Stormie Omartian, em “O PODER DA FÉ EM TEMPOS DIFÍCEIS”)
Tudo coopera para o bem daqueles que confiam no Senhor !!

segunda-feira, 9 de abril de 2012

VALES E PLANALTOS

Deus sabe o que desejamos e o que nós sonhamos.
A palavra diz no livro de Tiago. 4:3: “Pedi e não recebeis porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres”.
Deus sabe o que pensamos. Deus sabe qual é o interesse no meu coração, Deus sabe a bênção que eu estou buscando. Deus sabe o que está nas entranhas do meu ser, sabe qual o milagre que eu estou aguardando.
Deus sabe o que eu penso o que eu desejo, e o que planejo.
Ele sabe tudo isso de mim, e de você. Não para nos vigiar e nos punir, mas sim para nos abençoar. E suprir as nossas necessidades.
E Ele sabe quando o que pedimos não nos fará bem, por isso Ele não nos concede TUDO que pedimos. Outras vezes não nos dá pelo fato de que não estamos preparados ainda para receber.
Precisamos nos colocar na rota do milagre para que sejamos alcançado por Ele. Nenhuma manifestação de Deus é contra a nossa vida, ou vem em direção a nossa vida para nos prejudicar ou para tirar algo de nós. Toda manifestação de Deus para a nossa vida é para nos abençoar, mudando a nossa forma de agir e ser, é para trabalhar no nosso caráter, é para aplanar os nossos caminhos.
Quando nós conseguirmos entender isso passamos a nos sentir abençoados dia após dia, pois nós vamos viver o sobrenatural de Deus  plenamente, experimentando Suas bençãos  misericordiosas, bençãos que nos vem tanto nos vales quanto nos planaltos.
Muitas vezes, nós pedimos algo de Deus e não recebemos porque nós não estamos precisando daquilo naquele instante. A versão transliteral da Bíblia Viva nos diz algo no Salmo 23 que é tremendo: “O Senhor é o meu pastor. Ele me dá tudo de que eu preciso!” (Salmo. 23:1 – Bíblia Viva/Editora Mundo Cristão).
Isso aclara o nosso entendimento, e passamos a saber que muitas vezes não recebemos de Deus o que pedimos porque não estamos precisando daquilo naquele exato momento. Deus é quem sabe o que realmente precisamos, para nosso crescimento espiritual, para nosso amadurecimento emocional…Ele não nos dará nesse tempo, mas trabalhará em nós para que estejamos prontos a receber no momento oportuno e adequado.
Lamentavelmente, é na dor e no sofrimento que ouvimos mais claramente a voz de Deus. Nas aparentes perdas é que alcançamos as maiores vitórias e as grandes conquistas de nossa vida.
Deus sabe do que precisamos. Deus sabe quem somos. Não sabe apenas nosso nome, endereço e superficialidades a nosso respeito, Ele sabe nossos pormenores, conhece-nos muito mais amiúde do que nós mesmos nos conhecemos.
E Jesus nos ensinou a nos relacionarmos com o Pai exatamente nesse parâmetro, Ele disse:
Pai, se queres, passa de mim este cálice; contudo não se faça a minha vontade, e sim a tua”.
 (Lc. 22:42).
(Reverendo Adry Araújo, em “O DEUS QUE TE CONHECE”)

domingo, 8 de abril de 2012

LIVRE PARA ORAR

Deus sempre disse ao Seu povo, e continua dizendo a nós: “Você e eu somos parceiros. Vocês são o Meu corpo na terra hoje”.
O que isso significa? Nós somos o corpo Dele; somos chamamos de “corpo de Cristo”. Jesus Cristo não tem mais um corpo terreno. Somos a representação de quem Ele é e do que faz na terra. Nós somos a Sua boca, Suas mãos, Seus pés, Sua face. Somos aqueles que expressam o Seu coração, demonstram o Seu amor e revelam o Seu poder a todos que nos cercam. E assim, precisamos orar. Precisamos ter acesso à sabedoria e aos recursos do céu para nós mesmos e para as pessoas. Precisamos colaborar com Deus para que os Seus propósitos aconteçam na nossa vida e na vida daqueles que nos cercam. De que forma? ORANDO!
Minha oração ao Senhor é para que você aprenda a orar como um indivíduo que se coloca diante de Deus livre para se comunicar com Ele de uma maneira natural, e de acordo com a pessoa exclusiva que Ele chamou e criou você para ser. Oro para que você entenda que a oração não é apenas um enorme privilégio, mas é na verdade muito mais simples do que muitas pessoas pensam. Desejo que você descubra como descomplicar a sua vida de oração e entenda como se libertar de qualquer noção preconcebida de que a oração se prende a qualquer regra ou que ela precisa “soar” de um determinado jeito.
Além disso, espero que a oração simples se torne de tal maneira parte da sua vida diária que você seja livre a ponto de nunca mais voltar a achar que orar é algo que você é obrigado a fazer, mas sim algo pelo qual pode aguardar com ansiedade e desfrutar e desfrutar com alegria.
(Joyce Meyer, em “O PODER DA ORAÇÃO SIMPLES”)

sexta-feira, 6 de abril de 2012

quinta-feira, 5 de abril de 2012

O CRONOGRAMA DE DEUS

Algumas vezes parece que Deus não está interessado, ou atento, ou voltado às nossas orações porque não age tão prontamente como esperamos. Ou talvez Ele esteja agindo, mas não O percebemos.
Nós humanos ficamos impacientes. Se não vemos alguma resposta imediata, deduzimos que Deus está alheio. Habacuque, por exemplo, queixou-se a Deus porque não estava sendo ouvido; Deus lhe disse que Ele já estava fazendo alguma coisa da qual o profeta nem imaginava (Habacuque 1:2,5-6). O Senhor lhe disse: “Porque a visão ainda está para cumprir-se no tempo determinado, mas se apressa para o fim e não falhará; se tardar, espera-o, porque, certamente, virá, não tardará” (Habacuque 2:3).
Os mártires sob o altar estavam clamando por vingança e lhes foi dito que esperassem um pouco (Apocalipse 6:9-11). José teve de sofrer por ser raptado e vendido e então esperar durante 13 anos de escravidão e prisão antes que Deus o libertasse. Mas ele mais tarde viu claramente que a mão de Deus estava em tudo o que tinha ocorrido (Gênesis 45:5-8). Abraão esperou até ter 100 anos de idade para receber o filho que o Senhor lhe havia prometido. Jó teve que esperar durante agoniados meses de dor e sofrimento sem saber se o Senhor o havia ouvido ou se cuidava dele. Deus não age apressadamente; age no tempo que Ele, em sua infinita sabedoria, determina que seja o melhor. Temos que esperar pacientemente.
As palavras no final de Habacuque são um grande lema para nós: “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia, eu me alegro no Senhor, exulto no Deus da minha salvação” (Habacuque 3:17-18). Não importa o que acontece e menos ainda importa como as coisas parecem ficar ruins, precisamos esperar no Senhor e depositar toda a nossa esperança e confiança na Sua incondicional graça, no Seu estrondoso poder, e no Seu infinito amor por cada um de nós.
(Gary Fisher, no Portal Estudos da Bíblia)

quarta-feira, 4 de abril de 2012

OBSTÁCULOS 


“Tendo eles partido, eis que apareceu um anjo do Senhor a José, em sonho, e disse: Dispõe-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egito e permanece lá até que eu te avise; porque Herodes há de procurar o menino para o matar.” Mateus 2:13
Quando Deus falar claramente para você e você obedecer a vontade Dele, pode esperar que você enfrentará oposição. Ataques espirituais nem sempre são sinal de que você está fora da vontade de Deus; eles podem indicar que você está exatamente no centro da vontade dEle.
O marido de Maria, José, era um homem justo que temia a Deus, mas mesmo assim sua obediência a Deus o forçou a fugir para se manter vivo num país estrangeiro. A dificuldade de José veio, não por causa de pecado dele, mas por causa de sua obediência. Apesar de Maria e José terem sido forçados a se mudar para outro país, eles permaneceram no centro da vontade de Deus.
Jesus avisou aos Seus discípulos que esperassem perseguições à medida em que obedecessem ao Pai. Ele lhes lembrou de que não passariam por dificuldades sozinhos, porque o próprio Jesus também havia enfrentado a hostilidade do mundo e tinha sido vitorioso (João 16:33)
Não fique desencorajado quando sofrer oposição. Pode ser que a oposição seja uma indicação de que você está obedecendo a Deus. Examine seu coração. Se você tiver feito o que você sabe que Ele lhe mandou fazer, confie Nele para lhe ajudar a atravessar o antagonismo que vem daqueles que não estão andando com Ele.
Quando encontraram perseguição, os discípulos não pediram a Deus que removesse seus oponentes, mas que lhes desse ousadia enquanto enfrentavam oposição (Atos 4:24-31). Pode ser que a vontade de Deus para você inclua dificuldades, assim como foi para Seu Filho (João 15:20), mas Ele lhe ama e não permitirá que você enfrente mais do que você aguenta.
(Portal Iluminalma)

terça-feira, 3 de abril de 2012

REGOZIJO NA ESPERANÇA

Regozijo é um sentimento intenso de alegria e bem-estar. É uma vivência profunda de gozo interior. Para Paulo, uma das causas de regozijo é a esperança cristã: “Regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração” (Romanos 12:12).
Esperança, para algumas pessoas, é um sentimento quase frágil, que tenta compensar a ausência da certeza da fé. Paulo coloca fé e esperança em nível igual. Fé é acreditar nas promessas divinas. Esperança é a certeza de que, mesmo não vendo-as cumpridas agora, as promessas certamente serão cumpridas, porque se baseiam na Palavra do Senhor. Por isso, Paulo diz: “esperança que se vê não é esperança”. O Autor de Hebreus diz que “a fé e o firme fundamento das coisas que se esperam”.
Temos então razão bíblica para nos regozijar, quando cultivamos a esperança. Esperar pelas promessas do Senhor pode ser uma experiência de gratidão alegre. Esperar com certa melancolia ou tristeza diminui a profunda ação espiritual que a esperança bíblica desempenha em nosso coração. Quando eu confio em alguém, que me prometeu um presente, eu me alegro antecipadamente, enquanto espero pelo presente. É isto que significa “regozijai-vos na esperança”.
(DEVOCIONAL  AMOR EM CRISTO)

domingo, 1 de abril de 2012

ÌNTIMO E DIVINO

O Deus que enche o Universo implodiu para se tornar um bebê humilde que, como qualquer outra criancinha deste mundo, teve de aprender a caminhar, e a falar, e a vestir-se. Na encarnação, o Filho de Deus assumiu deliberadamente uma postura de desvantagem, trocando a onisciência por um cérebro que aprendeu aramaico fonema por fonema, a onipresença por duas pernas e ocasionalmente um jumento, a onipotência por braços fortes o suficiente para serrar uma tábua, mas fracos demais para a autodefesa.
Em vez de controlar cem bilhões de galáxias ao mesmo tempo, Ele só via um caminho estreito de Nazaré, um monte de pedras num deserto da Judeia ou uma rua apinhada de Jerusalém.
Por causa de Jesus nós nunca precisamos questionar o desejo de intimidade de Deus. Deus realmente quer um contato íntimo conosco? Jesus renunciou ao céu para isso. Ele pessoalmente restabeleceu a ligação original entre Deus e os seres humanos, entre o mundo visível e o invisível.
Jesus nos permite “reconstruir nossa fé” e renovar nossa confiança. Podemos confiar em Deus porque confiamos em Jesus. Se duvidarmos de Deus, ou se o julgarmos incompreensível, incognoscível ou intocável o melhor remédio é olhar fixamente para Jesus, Aquele que curou todos os doentes que cruzaram Seu caminho, que perdoou e confortou os corações dos que buscaram Nele amparo. Aquele que afirmou, sem rodeios, que para Deus nada é impossível.
(Philip Yancey, em “O DEUS (IN)VISÍVEL”)