quinta-feira, 31 de outubro de 2013

SOLTE AS RÉDEAS
“Então lho trouxeram; e quando ele viu a Jesus, o espírito imediatamente o convulsionou; e o endemoninhado, caindo por terra, revolvia-se espumando. E perguntou Jesus ao pai dele: Há quanto tempo sucede-lhe isto? Respondeu ele: Desde a infância; e muitas vezes o tem lançado no fogo, e na água, para o destruir; mas se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos. Ao que lhe disse Jesus: Se podes crer; tudo é possível ao que crê.” Mc 9:20-23
O único lugar que conheço nas Escrituras onde Jesus fez esse tipo de declaração é nessa passagem. O pai olhou para o filho e depois voltando-se para JESUS disse:
- SENHOR, se pode ajudar…
- Se pode? Olhe, sou especialista nesse tipo de coisa. Para você é impossível, mas para DEUS isso é nada – disse JESUS.
A resposta do pai é digna de elogios. Quando compreendeu que devia confiar inteiramente e não mais afligir-se, clamou: “Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé!”
Tenho certeza de que alguns dos leitores estão enfrentando algum tipo de problema incrível, que ninguém poderia imaginar. Chegaram ao fim absoluto. Não há nada a fazer – zero.
O que DEUS está dizendo agora? “Tudo é possível para aquele que se preocupa”? Não. “Tudo é possível para aquele que tenta resolver”? Também não. “TUDO É POSSÍVEL PARA AQUELE QUE CRÊ”. A história de Marcos 9 revela, naturalmente, que JESUS salva a vida do menino, livrando-o do espírito maligno e curando-o. Jesus queria, sim, curar aquele menino, portanto, isso se realizou quando o pai do garoto pediu a Jesus que o fizesse.
A obra que DEUS quer realizar vai acontecer quando a pressão da impossibilidade pesar sobre os seus ombros. Aprenda um segredo familiar: DEUS se especializa em coisas que julgamos TOTALMENTE IMPOSSÍVEIS. Mas, por ser um cavalheiro, ELE não as arranca das suas mãos se você insistir em mantê-las. “O SENHOR espera para ter misericórdia de vós”, diz Isaías. “E se detém para se compadecer de vós”. Is 30:18
Seja qual for o teu problema impossível, SOLTE AS RÉDEAS! Peça a DEUS, deixe com ELE, com fé absoluta, deixe que ELE tome o controle. Se for para o teu bem, ELE fará o impossível acontecer.
Tudo é possível ao que crê em JESUS.
(Charles Swindoll, em “PERSEVERANÇA”)

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

O ÚNICO DIGNO DE CONFIANÇA

As pessoas em geral acreditam que podem conquistar aquilo que tanto almejam e, tomando uma atitude otimista, vão à luta. Nessa caminhada podem encontrar muitos obstáculos, e para superá-los é importante ouvir palavras de encorajamento proferidas pelos amigos.
A Bíblia conta a história de Naamã, comandante do exército do rei da Síria. Ele era um homem íntegro, mas infelizmente estava com lepra, uma situação desagradável para ele e para sua família. Sua história de vida mudou quando uma estrangeira, do povo de Israel, lhe sugeriu que fosse até Eliseu, o profeta, pois este poderia lhe ajudar naquela enfermidade.
O problema de Naamã o levou a buscar a Deus. Mesmo que essa fosse a sua última chance, confiou que seria possível a cura de sua enfermidade. Por orientação do profeta Eliseu, foi banhar-se sete vezes nas águas do rio Jordão, e então Naamã foi curado por Deus.
A cura de Naamã fez com que ele passasse a confiar no Senhor. Se antes ele foi motivado pela possibilidade da cura, agora ele tinha visto concretamente a bênção de Deus na sua vida. Sua reação de confiança foi tal que afirmou nunca mais adorar outros deuses, a não ser o Senhor Deus de Israel. Conforme o texto 2Rs 5:15, ele expressa a sua confiança afirmando “agora eu sei que no mundo inteiro não existe nenhum deus, a não ser o Deus de Israel”.
Deus tem feito muitas coisas em nossa vida. Em Jesus temos a promessa do perdão para termos a vida eterna. Nele temos a oportunidade de confiar no Salvador verdadeiro e viver a esperança não somente para esta vida como também para a eternidade.
Em nossa caminhada rumo à realização de nossos sonhos e solução de nossos problemas, façamos como Naamã – busquemos Deus, o Deus que se mostrou em nós por meio de Jesus, o Único merecedor de nossa confiança. Façamos isso munidos de fé, esperança e gratidão. Ele nos atenderá da melhor forma possível!
Oremos: Querido Deus, também tenho motivos para confiar cada vez mais em Ti. Perdoa-me quando me esqueço das muitas bênçãos derramadas sobre mim. Entrego nas tuas mãos a minha vida, meus planos e projetos, para que tu os concretizes a Teu modo e no Teu tempo. Em nome de Jesus. Amém.
(PORTAL HORA LUTERANA)

domingo, 27 de outubro de 2013

MILAGRES QUE ASSOMBRAM

“Mas JESUS, sem acudir tais palavras, disse ao chefe da sinagoga: Não temas, crê somente”.

 Mc 5:36
Veja a sensibilidade de JESUS ao problema de JAIRO. Ninguém precisou dizer a ELE o que acontecera; ELE estava tão próximo quando deram a notícia a Jairo que, sem dar ouvidos ao que falavam, disse-lhe – “NÃO TEMAS, CRÊ SOMENTE”.
JESUS procupou-se com a fé de Jairo e procurou protegê-la da mesma forma que se preocupa com nossa fé! ELE não permitiu que a fé de Jairo se desvanecesse com as más notícias, mas, o reanimou.
JESUS, entretanto, imediatamente respondeu dizendo; “crê somente!” Lembre-se – nada é impossível quando você coloca sua fé em JESUS. Mesmo depois de ouvir o diagnóstico que declarava a criança morta, JESUS pediu a Jairo que cresse.
Você também deve se lembrar que, em qualquer situação, como Jairo, JESUS está preocupado com a sua fé, ELE te protegerá até que alcance o milagre. NÃO TEMAS, APENAS CREIA!
Que cena deve ter acontecido naquele momento! Jairo travava uma batalha com suas emoções. Ele que tinha tanta confiança que JESUS o ajudaria! Mas, agora, sua filha estava morta.
Penso que JESUS demorou a atender à filha de Jairo com um propósito em mente: tornar DEUS grande aos olhos de Jairo. Ele que havia suplicado a JESUS desesperadamente. Ver sua filha curada de uma enfermidade mortal já teria sido maravilhoso, agora, ver a vida voltando ao seu corpo morto, foi um MILAGRE TREMENDO.
Aquele pedaço de chão até sua casa foi, provavelmente, o mais longo percurso de toda a sua vida, tenho certeza que ele foi assaltado por um turbilhão de pensamentos, distúrbios e incertezas. Esperar o que, agora que sua menina estava morta?
O que Jairo não imaginava é que a cada passo dado, ele estava mais perto do seu milagre.
(Benny Hinn, em ”UM RELATO SURPREENDENTE DO TRIUNFO SOBRE O MEDO”)  


sexta-feira, 25 de outubro de 2013

INTIMIDADE COM DEUS

Moisés não ganhou todas as discussões com DEUS, digno de nota é que ele não conseguiu persuadir DEUS deixá-lo a entrar na terra prometida (embora este pedido também lhe tenha sido concedido muitos anos mais tarde, no monte da Transfiguração). Mas seu exemplo, como de Abraão, prova que DEUS quer discussões e “brigas”, e muitas vezes “cede”, especialmente quando o que se discute é a misericórdia divina.
Oração não é superar a relutância de DEUS, Oração é agarrar-se à suprema disposição divina.
Se Abraão e Moisés fossem os únicos exemplos bíblicos de alguém que se põe em pé de igualdade com DEUS, eu hesitaria em ver nesses encontros algum tipo de modelo de oração. Eles aparecem, contudo, como os dois primeiros representantes de um estilo que se repete por toda a Bíblia. Será que exatamente esse traço explica por que DEUS os escolheu para tarefas tão importantes?
Por que DEUS recorreria a um estilo de relacionamento com os seres humanos que se parece com uma negociação? Será que DEUS exige esse exercício como parte de nosso regime de treinamento espiritual? Ou será que ELE, se é que posso usar esta linguagem, conta com nossas explosões, que funcionariam como uma janela sobre o mundo ou como um alarme que dispara solicitando uma intervenção? Afinal, foi o grito dos israelitas que levou DEUS a chamar Moisés.
Embora tendo feito muitas coisas erradas, Jacó tornou-se o nome de uma tribo e de uma nação, bem como de todos nós que lutamos com DEUS. Somos todos filhos de Israel, sugere Paulo, todos nós que lutamos com DEUS e nos agarramos à ELE no escuro, que O perseguimos e declaramos: “Não te deixarei ir” Gn 33:10. A nós pertencem a bênção, o direito à primogenitura, o Reino.
(Philip Yancey, em “ORAÇÃO, ELA FAZ ALGUMA DIFERENÇA?”)

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

GRAÇA E GLÓRIA
“Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso; 3 refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome.” Sl 23:2-3
Alguns de nós não deixamos de correr, quase nunca! Sempre preocupados, ansiosos, apressados. Quando ficamos reféns dos nossos medos e muito presos aos nossos próprios planos, O SENHOR, nosso Pastor, nos faz desacelerar e repousar.
Nosso Pastor sabe que precisamos de descanso, nutrição, e refrigério, nos ajuda e, se permitimos que ELE nos conduza, ELE nos faz encontrar “pastos verdejantes” e “águas tranquilas”.
Ele então nos guia nas veredas da Sua justiça e santidade, uma vez que estamos descansados e refrigerados. Não é interessante que a ordem de Deus para nossas vidas é sempre graça e depois glória?!
Está tudo confuso e o cansaço já te abate? Deixe o PAI conduzir teus passos!
(PORTAL ILUMINALMA)

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

NÓS TEMOS YAHWEH
Amigos podem confortar você na tempestade, mas, você precisa de um DEUS que possa acalmar a tempestade. Familiares podem segurar-lhe a mão em seu leito de morte, mas você precisa de um YAHWEH que venceu a sepultura. Filósofos podem debater o significado da vida, mas, você precisa de um SENHOR que declare o sentido da vida.
Você precisa de um YAHWEH.
Você não tem que carregar a carga de um deus inferior…um deus sobre uma estante, um deus numa caixa, ou um deus numa garrafa. Não, você precisa de um DEUS que possa colocar 100 bilhões de estrelas em uma galáxia e 100 bilhões de galáxias no universo. Você precisa de um DEUS que possa moldar dois punhados de carne em 75 a 100 milhões de células nervosas, cada uma com 10.000 conexões com outras células nervosas, pôr isto em um crânio e chamá-lo de cérebro.
E você precisa de um DEUS que, enquanto você está dormindo, possa vir na quietude da noite e tocar você com a ternura de uma nevada em abril.
Você precisa de um YAHWEH.
E, de acordo com Davi, você tem um. ELE é o teu pastor.
“Guia-me mansamente a águas tranqüilas”, declara Davi. E caso percamos o ponto, ele repete a frase no versículo seguinte: “Guia-me pelas veredas da justiça.”.
“Guia-me”. DEUS não está atrás gritando, “Vai!”. ELE está adiante convidando, “VENHA!”
ELE nos guia. ELE nos diz o que precisamos saber, QUANDO precisamos sabê-lo, como diz um escritor do Novo Testamento: “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno” Hb 4:16.
A ajuda de DEUS é oportuna. ELE interpõe-se entre você e a necessidade. E na hora certa, dá-lhe a passagem. DEUS fará a coisa certa na hora certa. Dê sua total atenção ao que DEUS está fazendo agora, e não se preocupe com o que poderá ou não acontecer amanhã.
Afinal, você tem um YAHWEH.
(Max Lucado, em “ALIVIANDO A BAGAGEM”)

terça-feira, 22 de outubro de 2013

ABRA OS MARES!
“Então disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.” Êxodo 14:15
Fugindo do exército do faraó, o povo hebreu se depara com um obstáculo humanamente impossível de ser vencido: o Mar Vermelho Diante da queixa do povo, apresentada pelo líder Moisés, a solução proposta por Jeová foi a seguintes: “O Senhor disse a Moisés – Por que você está me pedindo ajuda? Diga o povo que marche.” (Êxodo 14:15).
A sinceridade e a simplicidade de alguns textos bíblicos chegam a ser desconcertantes. A Bíblia quer nos ensinar a onipotência e a soberania do nosso Criador. Muitas vezes, ao invés de elaborar textos lógicos ou teológicos, a Bíblia nos apresenta ocorrências históricas. São situações que têm início, meio e fim: início complicado, meio inusitado, fim espetacular.
Ainda hoje, o mundo nos ensina que o mar é para ser navegado. Quando, entretanto, temos a coragem de dar atenção às realidades espirituais propostas pela Bíblia, vivenciamos as “absurdas” soluções concretizadas pela fé em Deus. As soluções do Senhor não são propriedade de Moisés ou da antiguidade. Elas estão disponíveis para nós cristãos hoje, diante dos “mares” individuais que, à nossa frente, estiverem nos desafiando!
(DEVOCIONAL AMOR EM CRISTO)

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

PROFUNDAMENTE AMADOS
“Temei ao Senhor, vós, seus santos, porque nada falta aos que o temem.” Sl 34:9
Temor do Senhor é um dos grandes temas do Velho Testamento. A frase é um tanto quanto difícil traduzir, especialmente à luz da mensagem repetida da Bíblia para “não temer”, e o lembrete de João que “o amor lança fora todo o temor”. Significa mais do que “ser reverente a Deus”.
Geralmente, “temor do Senhor” significa que lembramos a nossa posição na ordem das coisas. Sabemos que somos profundamente amados por nosso Santo Pai. Nós reconhecemos que somos maus e pecadores em comparação a Ele, e somos salvos pela graça e misericórdia de Deus. Reconhecemos que Sua majestade e santidade estão muito além de nós, e que somos insignificantes em comparação a Ele.
Nos achegamos a Deus sabendo da nossa necessidade Dele e que não temos direito de exigir-Lhe nada. A incrível realidade é que quando nos aproximamos de Deus com esta sensação de reverência e respeito profundo, Ele nos recebe de braços abertos e nos abençoa. (Veja Isaías 57:15).
(PORTAL ILUMINALMA)

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

ENTREGANDO OS PÃES
“Quantos pães vocês têm?, perguntou Jesus.Sete, responderam eles. Ele ordenou à multidão que se assentasse no chão. Depois de tomar os sete pães e dar graças, partiu-os e os entregou aos seus discípulos, para que os servissem à multidão; e eles o fizeram. Tinham também alguns peixes pequenos; Ele deu graças igualmente por eles e disse aos discípulos que os distribuíssem. O povo comeu até se fartar. E ajuntaram sete cestos cheios de pedaços que sobraram. Cerca de quatro mil homens estavam presentes.” Mc 8:5-10
Jesus já sabia quantos pães havia. Então, por que Ele perguntou? Será que foi para que os discípulos lembrassem, décadas depois, quão pouco eles tinham, mas que com Jesus, um pouco vira o bastante? Quantos discípulos havia? Doze. Quantos pães tinham Sete. Nem eles mesmos tinham o suficiente. Mas, eles possuíram a maior fonte de riqueza que existe – fé em Jesus.
Se tivermos ao menos isso, tudo que temos nas mãos Dele vira tesouro. E, já notou como Jesus deixou tudo nas mãos dos discípulos? Ele poderia ter contado como Ele criou o trigo, como, através de nutrientes, solo, fotossíntese, Ele dera vitalidade às plantas. Ele podia ter falado como tudo aquilo era Dele mesmo. Mas, Ele permitiu os discípulos “possuírem” os pães para que pudessem decidir confiar Nele. Quando Jesus coloca algo em nossas mãos, Ele realmente deixa conosco. Podemos decidir o que fazer. Mas, se virarmos para Jesus e O deixarmos pegar naquilo que de fato sempre foi e sempre será Dele, não há como prever o que pode acontecer. Mas, uma coisa podemos ter certeza - tudo que Jesus toca começa a ter um destino eterno. Confie em Jesus e confie seus pães a Ele.
(PORTAL HERMENÊUTICA)

domingo, 13 de outubro de 2013

MILAGRES QUE ASSOMBRAM

“Mas JESUS, sem acudir tais palavras, disse ao chefe da sinagoga: Não temas, crê somente” Mc 5:36
Veja a sensibilidade de JESUS ao problema de JAIRO. Ninguém precisou dizer a ELE o que acontecera; ELE estava tão próximo quando deram a notícia a Jairo que, sem dar ouvidos ao que falavam, disse-lhe – “NÃO TEMAS, CRÊ SOMENTE”.
JESUS procupou-se com a fé de Jairo e procurou protegê-la da mesma forma que se preocupa com nossa fé! ELE não permitiu que a fé de Jairo se desvanecesse com as más notícias, mas, o reanimou.
JESUS, entretanto, imediatamente respondeu dizendo; “crê somente!” Lembre-se – nada é impossível quando você coloca sua fé em JESUS. Mesmo depois de ouvir o diagnóstico que declarava a criança morta, JESUS pediu a Jairo que cresse.
Você também deve se lembrar que, em qualquer situação, como Jairo, JESUS está preocupado com a sua fé, ELE te protegerá até que alcance o milagre. NÃO TEMAS, APENAS CREIA!
Que cena deve ter acontecido naquele momento! Jairo travava uma batalha com suas emoções. Ele que tinha tanta confiança que JESUS o ajudaria! Mas, agora, sua filha estava morta.
Penso que JESUS demorou a atender à filha de Jairo com um propósito em mente: tornar DEUS grande aos olhos de Jairo. Ele que havia suplicado a JESUS desesperadamente. Ver sua filha curada de uma enfermidade mortal já teria sido maravilhoso, agora, ver a vida voltando ao seu corpo morto, foi um MILAGRE TREMENDO.
Aquele pedaço de chão até sua casa foi, provavelmente, o mais longo percurso de toda a sua vida, tenho certeza que ele foi assaltado por um turbilhão de pensamentos, distúrbios e incertezas. Esperar o que, agora que sua menina estava morta?
O que Jairo não imaginava é que a cada passo dado, ele estava mais perto do seu milagre.
(Benny Hinn, em ”UM RELATO SURPREENDENTE DO TRIUNFO SOBRE O MEDO”)

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

SERENIDADE E SOBRIEDADE

A VIDA NA TERRA É UM TESTE.
Alguns testes parecem esmagadores, enquanto outros você nem percebe. Mas todos têm implicações eternas.
O bom de tudo é que DEUS quer que passemos, então ELE jamais permitirá que você enfrente testes maiores que a graça que ELE lhe concede para lidar com eles. A Bíblia diz: “….mas DEUS cumpre a SUA promessa e não deixará que vocês sofram tentações maiores que suas forças.” 1Co 10:13.
Toda vez que você passa em um teste, DEUS faz planos para recompensá-lo. Tiago diz: “ Felizes são aqueles que perseveram quando são testados.” Tg 1:12
A ansiedade é um dos males mais perniciosos, quando vivemos ansiosos agimos por conta própria, viramos as costas para os caminhos do Pai, não conseguimos esperar pelo tempo de Deus, não conseguimos esperar pelo fim da provação, não conseguimos esperar pela chegada da benção, não conseguimos descansar e confiar. A ansiedade azeda nossa fé e faz corroer nossa intimidade com o Senhor. A ansiedade faz com que os testes sejam muito mais árduos do que são de fato.
Neste momento, ore a Deus pedindo para que ele te cure de toda ansiedade. Rejeite, em nome de Jesus, toda ansiedade que tem feito de você um marionete do inimigo. Resolva viver uma vida dentro dos propósitos do Pai, para que isso aconteça uma das lições a aprender é “esperar” com sobriedade e serenidade. Declare como Davi, o homem segundo o coração de Deus: “Eu esperarei continuamente e Te louvarei cada vez mais.” Salmo 71:14.
(Rick Warren, em “UMA VIDA COM PROPÓSITOS”)

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

PACIÊNCIA E GRATIDÃO

Uma das grandes lições que Deus quer que aprendamos na vida é enfrentar cada circunstância com a melhor disposição possível, EXTRAINDO O MELHOR DE CADA FASE pelas quais passamos.
Essa boa disposição se traduz em: PACIÊNCIA, GRATIDÃO E ORAÇÃO. Paciência para esperar com espírito grato a resposta de Deus às suas orações.
Quando a vida te deixar sem ação, ore. Quando ficares sem opção, ore. Quando não tiver para onde correr, ore!
OLHE PARA JESUS E ORE.
Repito, pois isso é de suma importância – olhe para JESUS e ore!!!
Não fique repetindo preces, converse com ELE, fale como falamos com pessoas íntimas. Não há alguém mais íntimo seu que ELE, pode crer…..aliás, creia mesmo!!!!
Creia que olhando para JESUS, clamando a JESUS, pedindo a JESUS, dependendo apenas de JESUS, você está invocando para a sua vida o MAIOR PODER que existe. Você está chamando sobre você a MAIOR FORÇA que existe. Você está acionando a MAIS PODEROSA ENERGIA do cosmos.
Não há nome mais poderoso que esse – JESUS. Não há outro que te escute, te entenda, te ajude e TE AME com tanta profundeza. Não há outro que te orienta com total presteza, nem que se comova com teus percalços com maior misericórdia.
JESUS não tem mistérios, não há necessidade de rituais para se chegar a ELE, há sim necessidade de sinceridade e fé, muito mais sinceridade que fé, Ele mesmo disse: “Se tivésseis fé como um grão de mostarda…” Lc 17:6.
Abra o peito, derrame suas dores, angústias, medos, necessidades, nos pés DELE, lave a alma diante DELE e ganhará uma grande paz. Depois disso, tenha uma boa disposição – paciência com gratidão. Não murmure, não reclame, não se agite. Seja mais forte que suas emoções, isso é com você, é a sua parte no negócio. ELE está fazendo a DELE, basta crer!
A JESUS, SOMENTE A ELE, TODA GLÓRIA!
(Neuma Fernandes)

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

ALTAR ENCHARCADO

I Reis 18.22-40
O profeta Elias era como qualquer um de nós, mas era homem de oração e de grande fé. Ele sabia que o Senhor é O Deus que vela sobre a Sua Palavra para cumpri-la, e Deus de respostas para aqueles que O buscam em oração. Um Deus pronto a se mostrar Presente e Forte para com aqueles que Nele esperam, e que Nele colocam a sua confiança no dia mal.
Uma vez que daquela feita a sua oração seria pedindo fogo, Elias mandou que por três vezes jogassem água no altar: Pessoas que crêem não facilitam as coisas para Deus, pois Ele não precisa de uma “mãozinha”. Dificuldades são águas poderosas no altar.
Ás vezes é o próprio Senhor que, na Sua soberana vontade, joga água no nosso altar, permitindo que as coisas se compliquem em nossas vidas, como Ele permitiu nas vidas de José, Davi e Jó, dentre outros.
Às vezes o Senhor joga muita água no altar onde queremos ver fogo, mas é para que vejamos um milagre maior, que redundará em grande experiência com Ele.
Há um cântico que diz: “Não olho as circunstâncias, não, não, não…”. Temos que desprezar a dificuldade. Quando vemos alguma coisa encharcada achamos que ela nunca pegará fogo. Mas, nenhuma água apagará o fogo de Deus e nenhuma circunstância reterá a manifestação do Seu poder.
Portanto, “Farte-se de afronta”, diz a Palavra. Como Elias, mandemos fazer um rego para que ele se encha da água jogada em nossos altares.Então, oremos como Elias orou, sabendo que o fogo lamberá toda aquela água: “Responde Senhor, responde, para que se saiba que o Senhor é Deus, que a Tua Palavra é a verdade e que eu sou teu servo”.
O fogo da resposta vai descer sobre o altar encharcado, e vamos dizer estupefatos:
SÓ O SENHOR É DEUS.
(Pr. Sinval)

terça-feira, 8 de outubro de 2013

GANHAR VIDA
“Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá; mas quem perder a sua vida por minha causa, este a salvará.” Lucas 9:24
Conta-se a história de um evangelista indiano, Sadhu Sundar Singh, que salvou sua vida arriscando-a. Ele estava atravessando as montanhas do Himalaia com um guia Tibetano. Tentando prosseguir viagem numa nevasca, eles tropeçaram no corpo de um homem quase morto. O guia Tibetano se recusou a parar e continuou sozinho. O evangelista Sadhu, movido pela compaixão, começou a carregar o homem caído. Através do esforço extra seu corpo se aqueceu bem como o corpo do homem inconsciente. Antes de chegar ao seu destino, eles encontraram o guia – morto pelo frio.
Quem quiser salvar sua vida vai perdê-la. Quem perder sua vida por causa de Jesus a salvará. O desafio para a maioria de nós não será arriscar a vida num ato heroico, mas, nos momentos mais comuns, onde entregamos nossas vidas àquele que transforma qualquer ato num momento eterno.
Você pode visitar um hospital público ou entregar um copo de água e lanche a um morador de rua? Você é capaz de amar numa ação concreta alguém que lhe injustiçou? Você pode pedir desculpas? Você pode perdoar? Isso é perder a vida pela causa de Jesus e ganhar de volta uma vida que nunca mais perderá.
(Portal Hermenêutica)