sexta-feira, 8 de junho de 2012

 CARVÃO E O DIAMANTE
Em 1 Coríntios 3, versos 12 e 13, Paulo nos diz que a casa de Deus, que somos nós, pode ser edificada com seis diferentes tipos de material . Vejamos o texto: “Contudo, se o que alguém edifica sobre o fundamento é ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, manifesta se tornará a obra de cada um; pois o Dia a demonstrará, porque está sendo revelada pelo fogo; e qual seja a obra de cada um o próprio fogo o provará.”
Esses materiais, ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, não somente se referem às nossas obras, mas a nós mesmos. Muitos de nós temos a realidade do ouro, temos a realidade da prata, a realidade das pedras preciosas; outros, porém, são comparados como madeira, palha e feno, e, segundo a Palavra de Deus, há um fogo que revela a realidade espiritual destes. Esse fogo é o fogo da pressão. Ele também realça o ouro, a prata, tornando-os cada vez mais puros.Mas aqueles que são semelhantes à madeira, palha, ao feno, não são capazes de resistir à pressão do fogo. Eles são completamente consumidos.
É interessante observar que Deus não olha para quantidade, e sim, para qualidade. Mesmo em menor quantidade, o ouro é mais precioso do que a palha, do que o feno. E algo que você não pode se esquecer é que o fogo é o grande teste na vida do cristão. Na verdade, o fogo testa o nosso valor espiritual. Deus permite que eu e você passemos pela prova do fogo, para mostrar a nossa realidade espiritual. O grande desafio que temos é o de saber lidar com a pressão, que nos revela quem somos.
A pressão não possui apenas o poder de mostrar quem somos. Ela também pode gerar realidade onde antes não existia. Vou lhe dar um exemplo bem natural, o carvão e o diamante. A composição química do diamante é a mesma composição química do carvão mineral; tanto o diamante quanto o carvão mineral são compostos de carbono. A diferença entre eles está na pressão sofrida. Devido à alta temperatura, a consistência do carvão pode ser mudada. A combinação dos três elementos – fogo, pressão e o tempo – transforma o carvão, o carbono, em diamante.
A mesma coisa acontece com os cristãos. Deus então permite que passemos por pressões, que podem durar muito tempo, a fim de que, nós, o carvão, nos tornemos diamantes. Deus usa a pressão para nos transformar.
(Márcio Valadão, em “O PODER DA PRESSÃO”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário