segunda-feira, 5 de março de 2012

CONVITE PARA VOCÊ

 











Quem recebe um convite sente-se honrado — foi digno da consideração de alguém. Por esse motivo todos os convites merecem uma resposta gentil e criteriosa. Porém, os convites mais incríveis não são encontrados em envelopes; são encontrados na Bíblia. Deus está sempre fazendo convites. Convidou Eva a se casar com Adão, os animais a entrarem na arca, Davi a ser rei, Israel a sair do cativeiro, Neemias a reconstruir Jerusalém. Deus gosta de fazer convites. Convidou Maria a gerar seu filho, os discípulos a serem pescadores de homens, a mulher adúltera a começar uma vida nova, e Tomé a tocar em suas feridas.
Deus é o Rei que prepara o palácio, arruma a mesa e convida seus súditos para o banquete. De fato, parece que a palavra favorita de Deus é vinde [ou venha].”Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados são como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve.”‘ “E vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei.” “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.” “Vinde para as bodas.” “Se alguém tem sede, venha”.
Deus é um Deus que convida. Deus é um Deus que exorta. Deus é um Deus que abre a porta e acena convidando os peregrinos para uma mesa farta. Contudo, seu convite não se limita a uma refeição, é um convite para a vida. Um convite para uma vida de confiança, segurança, fé e equilíbrio. Um convite para entrar no seu Reino. Quem pode entrar? Quem quiser. O convite é universal e pessoal.
Em sua última semana de vida, Jesus contou duas parábolas a respeito de convites urgentes. A primeira fala de dois filhos cujo pai os convida para trabalharem na vinha. Os convites são idênticos; as respostas, opostas. Um diz não, depois se arrepende e vai. O outro diz sim, depois se arrepende e não vai. A segunda parábola fala de um rei que prepara uma festa de casamento para o filho. Convida o povo para participar, mas ninguém comparece. Alguns ignoram o convite, outros desculpam-se por estar muito atarefados, e outros matam os servos portadores do convite.
Você já parou para pensar como Jesus se sentiu ao contar essas parábolas? Se alguém já ignorou um convite pessoal seu, sabe como ele se sentiu. A maioria das pessoas não rejeita Jesus…apenas não dá a devida importância ao convite que Ele faz.
(Max Lucado, em “QUANDO OS ANJOS SILENCIARAM”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário