sábado, 29 de setembro de 2012

NOS BRAÇOS DO PAI
“Não desmaies… ” (Hb 12.5.)
Quando passamos por duras aflições ou sofremos uma grande perda, nós desfalecemos, o coração se abate e a fé hesita ante a aguda prova de dor. “Não agüento mais, estou desesperado com tanto sofrimento. O que é que eu faço?”
Deus me diz para não desmaiar. Mas o que uma pessoa pode fazer quando está desmaiando? O que fazemos quando estamos para sofrer um desmaio? Não podemos fazer nada. Quando perdemos as forças, buscamos apoio no braço de uma pessoa amiga e forte, e ali ficamos. E descansamos. Quietos e confiantes.
O mesmo acontece, quando somos tentados a desmaiar na aflição. A mensagem de Deus para nós nessa hora não é: “Sê forte e corajoso”, pois Ele sabe que a nossa coragem se foi; mas Sua mensagem está naquela palavra suave: “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus”.
E é tudo o que Deus pede de nós, Seus filhos, quando as forças nos abandonam, no fogo ardente da aflição. Não procuremos ser fortes. Apenas fiquemos quietos e saibamos que Ele é Deus, que nos sustentará e nos levará a salvo. “Deus reserva os mais fortes estimulantes para os mais profundos abatimentos.”
(Lettie B. Cowman, em “MANANCIAIS NO DESERTO”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário