domingo, 3 de fevereiro de 2013


 
 SÓ O BEM, NÃO O MAL, TEM FUTURO
Não podemos compreender totalmente a perspectiva de Deus, e às vezes todos nos sentimos esmagados pelas contradições avassaladoras das nossas vidas. Como Jó, como o salmista, como Habacuque e Jeremias, questionamos a sabedoria de Deus, Seu poder e Seu amor. Presos ao tempo, vemos a história segundo após segundo, hora após hora. Os profetas bíblicos nos chamam para além dos temores e da dura realidade da história presente, para a perspectiva que enxerga toda a realidade. É isso que Habacuque  quis dizer com a famosa expressão: “O justo viverá pela fé”, apegamo-nos à crença na bondade de Deus mesmo num mundo caindo aos pedaços.
Os livros bíblicos dos profetas nos chamam atenção para uma realidade mais profunda. Fazem com que acreditemos num Deus justo apesar de tudo. A justiça é essencial para os profetas, porque a reputação de Deus depende do fato de conseguir impor Sua justiça ao mundo. Como um sino dobrando em outro mundo, os profetas anunciam que, não importa a aparência das coisas agora, só o bem, não o mal, tem futuro.
Quando vivemos num mundo limitado pelo tempo como o nosso, é necessário ter fé para crer na visão que Deus tem da história segundo Isaias 25 e 65 ou Apocalipse 21 e 22. A fé segundo Hebreus 11, é a “certeza das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem”.
Talvez nunca entendamos os artelhos e os chifres das bestas descritas no livro do profeta Daniel, ou os detalhes de Apocalipse 12. Mas, se ao menos pudermos crer que a nossa batalha é de fato contra principados e potestades, se ao menos pudermos crer que Deus é confiável e consertará tudo o que está errado; se ao menos pudermos demonstrar a paixão de Deus pela justiça e pela verdade neste mundo, aí, creio eu, os profetas cumpriram sua missão mais importante e necessária.
Minhas leituras dos livros dos profetas me deram uma idéia muito mais clara e concreta do que Deus quer que eu faça na minha vida exatamente agora. E, gradativamente, estou ganhando a confiança de acreditar no presente o que terá sentido completo somente quando visto a partir do futuro.
(Philip Yancey, em “A BÍBLIA QUE JESUS LIA”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário