terça-feira, 19 de fevereiro de 2013


OUVINDO DEUS flores-brancas-wallpaper
“Eles lhe suplicaram: fique conosco  é quase noite. Então Ele entrou para ficar com eles” Lc 24:29
Nós também aprendemos a vontade de Deus passando tempo em Sua presença. A chave para conhecer o coração de Deus é desenvolver um relacionamento com Ele. Um relacionamento pessoal. Deus falará com você de maneira diferente da que Ele fala com outros.
Só porque Deus falou com Moisés através de uma sarça ardente, não significa que todos nós devemos nos sentar perto de arbustos esperando que Deus fale. Deus usou um peixe para fazer Jonas se arrepender. Isso significa que devemos fazer cultos em parques aquáticos?
Não. Deus revela Seu coração pessoalmente para cada indivíduo. Por isso sua caminhada com Deus é essencial. Não conseguiremos ver o coração Dele num bate-papo esporádico, nem numa visita semanal. Nós aprendemos a vontade Dele à medida em que habitamos na Sua casa todos os dias.
Se você pegasse um nome qualquer da lista telefônica e me perguntasse, “Max, o que Beltrano Cicrano acha de adultério?” Eu não poderia responder. Eu não conheço Beltrano Cicrano. Mas, se você me perguntasse, “Max, o que Denalyn acha do adultério?” Eu nem precisaria ligar para ela. Eu sei. Ela é minha esposa. Já andamos juntos o suficiente para eu saber o que ela acha desse assunto.
O mesmo acontece com Deus. Ande com Ele o tempo suficiente e você conhecerá Seu coração. Quando você passa tempo com Ele no Seu estúdio, você vê Sua paixão. Abra os portões da sua alma e convide-O a entrar, e você perceberá a vontade Dele. Por falar nisso, você notou aquele gesto interessante de Jesus citado em Lucas 24:28? “Ao se aproximarem do povoado para o qual estavam indo, Jesus fez como quem ia mais adiante.”
Jesus não quer estar com os discípulos? Claro que quer! Mas Ele não quer ficar onde não é convidado. Sempre como um cavalheiro, nosso Senhor espera por nosso convite. Por favor, note que só depois que os discípulos O convidaram foi que eles “reconheceram Jesus”(v.31).
(Max Lucado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário