domingo, 21 de julho de 2013

HAVENDO ORAÇÃO…

“Mas havia oração…” At 12:5
A oração é o elo que nos põe em contato com Deus. É a ponte que liga quaisquer distâncias, e nos carrega por sobre qualquer abismo de perigo ou necessidade.
Conhecemos o poder da nossa arma espiritual? Atrevemo-nos a usá-la com a autoridade de uma fé que não só pede, mas reclama o que é seu? Deus nos batize com uma santa ousadia e divina certeza! Ele não está esperando por grandes homens, mas por homens que ousem pôr à prova a grandeza do seu Deus. Sim, Deus! Sim, a oração!
Na sua oração, tenha cuidado, acima de tudo, de não limitar a Deus; não só por incredulidade, mas por imaginar que já sabe o que Ele pode fazer. Espere coisas inesperadas, além de tudo o que pedimos ou pensamos. Toda vez que interceder, fique quieto, primeiro, e adore a Deus na Sua glória. Pense no que Ele pode fazer, em como Ele tem prazer em ouvir a Cristo, e pense na sua posição em Cristo; e espere grandes coisas.
As nossas orações são as oportunidades de Deus. Você está em tristeza? A oração pode tornar suave a sua aflição e fazer dela um meio de fortalecimento de sua vida. Você está alegre? A oração pode acrescentar à sua alegria alguma coisa do céu. Está em extremo perigo ante inimigos externos ou internos? A oração pode trazer à sua mão direita um anjo, cujo toque reduziria a pó o exército que te aflige.
O que a oração fará por você? Eu respondo: tudo o que Deus pode fazer. “Pede o que queres que te dê.”
(A. B. Simpson, em “PERMANENTE NA FÉ”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário