domingo, 14 de julho de 2013

UMA QUESTÃO DE CONFIANÇA
145068126
“Haverá coisa alguma difícil ao Senhor?” (Gn 18.14.)
Hoje há um desafio de Deus a você e a mim. Ele quer que pensemos no mais profundo, mais digno, mais alto desejo e aspiração que temos — alguma coisa que desejamos muito para nós mesmos ou para alguém que amamos, e que, como não vemos realizar-se e já faz tanto tempo, contamos como uma aspiração perdida — algo que poderia ter-se concretizado, mas que agora parece que não mais se realizará.
Esse desejo, se está na linha do que sabemos ser vontade expressa de Deus (como era a dádiva de um filho a Abraão e Sara), Ele tenciona fazer para nós, embora o achemos impossível, ao ponto de rirmos do absurdo de alguém pensar que possa acontecer. Essa coisa Deus tenciona fazer para nós, se apenas Lhe permitirmos.
“Haverá coisa alguma difícil demais para o Senhor?” Não, se confiamos Nele o suficiente para prosseguirmos fazendo a Sua vontade e deixando o impossível com Ele. A única coisa difícil para o Senhor é a incredulidade deliberada e contínua, quanto ao Seu amor e poder, bem como a nossa rejeição cabal de Seus planos para nós. Nada é difícil demais para o Senhor fazer aos que confiam Nele.
(Messages for the Morning Watch)

Nenhum comentário:

Postar um comentário