segunda-feira, 15 de julho de 2013

O OBSERVADOR
129907498 
Você pensaria de maneira diferente a respeito dos seus problemas se eles não fossem seus, mas de outras pessoas?
Considere por um momento o problema mais difícil que você está enfrentando. Agora, apenas imagine que você não é a pessoas que está experimentando esse problema, você é apenas um observador. Em tal situação qual seria o conselho que você daria para a pessoa que está enfrentando esse problema. Você a aconselharia a ficar deprimida? Obviamente que não. Você aconselharia aquela pessoa a tomar um passo positivo, produtivo, atitude que poderia ajudá-la grandemente a lidar com o problema. Claro que sim.
É isso que você está fazendo? Você está seguindo o seu próprio conselho? Ou está permitindo que o problema invada e domine os seus pensamentos?
Você não é definido pelos seus problemas. Você pode deles se divorciar como se eles estivessem sendo vividos por uma outra pessoa. Dê apenas um passo para trás e e examine objetivamente os desafios que você tem à frente. Não permita que seus problemas obscureçam seus pensamentos apenas porque você é a pessoa que está convivendo com tais problemas. É hora de levantar a cabeça, suplicar a graça de Deus para esse momento, pensar com clareza, agir com decisão e se mover positiva e confiantemente para frente.
(“Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece.” Jr 33:3)

Nenhum comentário:

Postar um comentário