quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

108114455 
TERCEIRO ESTÁGIO
“Esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé” 1 Jo 5:4
Nossa fé se desenvolve por estágios. Numa fase inicial da experiência cristã, só conseguimos crer se tivermos algum sinal ou uma grande manifestação de sentimentos. Como Gideão (Jz 6:  17-22), ficaremos hesitantes até vir uma prova inquestionável de Deus para, então, nos  dispomos a crer. Esta fé pode ser verdadeira, mas é imperfeita. Ela sempre procura algum sentimento, algum sinal, além da Palavra de Deus.
Quando confiamos em Deus sem nada sentir, denotamos um bom avanço na fé, esse é o segundo estágio. É uma coisa bendita crer sem ter nenhuma emoção “confirmadora”.
Há um terceiro estágio da fé. O primeiro crê quando há emoções favoráveis; o segundo, quando não há emoções; mas a terceira forma de fé crê em Deus e na Sua Palavra, quando as circunstâncias, os sentimentos, as aparências, as pessoas e a razão indicam o contrário. Paulo exercitou este tipo de fé em Atos 27.20, 25 – Não aparecendo, havia já alguns dias, nem sol nem estrelas, caindo sobre nós grande tempestade, dissipou-se afinal toda a esperança de salvamento. Não obstante tudo isso, Paulo disse: “Senhores, tende bom ânimo; pois eu confio em Deus, que sucederá do modo por que me foi dito” .Que Deus nos dê fé para confiarmos plenamente na Sua Palavra, embora tudo mais dê testemunho em contrário.
(Charles H. Spurgeon, em “FÉ PARA HOJE”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário