terça-feira, 26 de março de 2013

NO CAMINHO DA CONFIANÇA

A premissa da confiança segundo a Bíblia é a convicção de que Deus quer que creSçamos, avancemos e experimentemos plenitude de vida. Esse tipo de confiança, todavia, é adquirida apenas aos poucos e quase sempre através de uma série de crises e provações. No meio da angústia indescritível no monte Moriá, Abraão, ali com seu filho, Isaque, aprendeu que o Deus que o havia chamado para crer contra a esperança era iminentemente confiável, e a única coisa que se podia esperar dele era confiança incondicional. O grande patriarca é modelo da essência da confiança nas Escrituras hebraicas e cristãs: ter convicção que Deus é digno de crédito.
O relato da história da salvação aponta para a realidade invariável de que a confiança precisa ser purificada pelo fogo da provação. Davi, a figura mais admirada da história do judaísmo sabia o que era medo, solidão, fracasso e perseguição; mas ele conquistou o coração de Deus com sua confiança inabalável:
“Em vindo o temor, hei de confiar em Ti. Em Deus cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei” Sl 56:3-4
”Confio no Senhor sem vacilar” Sl 26:1
“O Senhor livrou-me porque se agradou de mim” Sl 18:19
“Espera pelo Senhor e tem bom ânimo, fortifique-se o teu coração; espera, pois, pelo Senhor” Sl 27:14
“Bem-aventurado o homem que põe no Senhor a sua confiança” Sl 40:4
“Quanto a mim sou como a oliveira verdejante, na casa de Deus, confio na Sua misericórdia” Sl 52:8
A confiança inabalável no amor de Deus nos inspira a sermos gratos pelas trevas que nos cercam, pelo desemprego, pela artrite que não pára de doer e nos leva a orar do fundo do coração: “Pai, em Tuas mãos entrego meu corpo, mente, espírito e todo o dia de hoje. A Tua vontade para mim, seja qual for, é a minha vontade, dependo de Ti e confio em Ti no meio da minha realidade. Ao Teu coração confio o meu coração, frágil, inseguro, incerto. Pai, entrego-me a Ti em Jesus, nosso Senhor, amém”.
Em algum lugar ao longo do caminho, na vida do cristão maduro, a fé junta-se com a esperança e transforma-se em confiança. Baseada na experiência que temos da fidelidade invariável de Deus, floresce a confiança de que Ele está conosco, e nos ajudará com Sua sabedoria e poder.
E acho que a fidelidade no caminho da confiança nos conduzirá, nos momentos mais críticos, ao mesmo ponto aonde Jó foi conduzido, e declarou: “Embora Ele me mate, ainda assim esperarei Nele” Jó 13:15
(Brennan Manning, em “CONFIANÇA CEGA”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário