quinta-feira, 11 de abril de 2013

LIVRANDO-SE DA ANSIEDADE
“Não estejais inquietos” Fp 4:6
Nenhuma ansiedade deveria achar-se no cristão. Grandes, muitas e várias podem ser as nossas provações, aflições ou dificuldades, contudo não deveria haver ansiedade em nós, em nenhuma dessas circunstâncias, porque temos um Pai que é Todo-Poderoso; que ama a Seus filhos como ama a Seu Filho unigênito; e que tem verdadeiro prazer em socorrê-los e ajudá-los em todas as ocasiões e em qualquer circunstância.
Devemos atentar para a Palavra: “Não estejais inquietos por coisa alguma: antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplicas, com ação de graças.”
“Em tudo”, não meramente quando a casa está pegando fogo, não meramente quando pessoas amadas estão às portas da morte, mas nas menores coisas da vida, traga tudo a Deus. As coisas pequenas, as bem pequenas, as coisas que o mundo chama de insignificantes — tudo — vivendo o dia todo em santa comunhão com nosso Pai, com nosso precioso Senhor Jesus.
E ao acordarmos durante a noite, como por um instinto espiritual, voltemo-nos novamente a Ele, falando-Lhe e levando-Lhe, nas horas insones, os nossos pequenos assuntos — as dificuldades a respeito da família, dos negócios, da profissão. Falemos com o Senhor a respeito de qualquer coisa que nos perturbe de alguma forma.
“Pela oração e pela súplica”, tomando o lugar de pedintes, com fervor e perseverança, prosseguindo e esperando, esperando em Deus. “Com ações de graças.” Em todo o tempo devemos assentar um bom alicerce de ações de graças. Se tudo mais estiver ausente, isto esteja presente: : Ele nos salvou. Ele nos deu a Sua Palavra — o Seu Filho, Sua mais preciosa dádiva — e o Espírito Santo. Portanto, temos abundantes razões para ações de graças. Tenhamos isto em mente!
“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e as vossas mentes em Cristo Jesus.” E isto é uma bênção tão grande, tão real, tão maravilhosa, que precisa ser conhecida experimentalmente, e só assim, pois excede o entendimento.
(George Müller, em “O SEGREDO DA VIDA”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário