sexta-feira, 12 de novembro de 2010

LIÇÕES DE UM MARINHEIRO












Sou mais um apreciador da terra firme do que um marinheiro, mas já andei de barco o suficiente para saber qual é o segredo para encontrar terra em meio a uma tempestade: Você não mira outro barco; é claro que não fita as ondas; tem em perspectiva um objeto não afetado pelo vento – uma luz na praia – e vai em direção a ela. A luz não é afetada pela tempestade.
Ao buscar Deus, você faz o mesmo. Quando você tem em perspectiva o nosso Deus, se concentra naquele que vence qualquer tempestade que a vida pode trazer.
Como Jó, você encontra paz na dor.
Como Jó, você cobre sua boca e fica quieto.
“Parem de lutar! Saibam que eu sou Deus!” (Salmos 46.10). Esse versículo contém um mandamento com uma promessa.
Qual o mandamento? Parem de lutar. Cubram a boca. Dobrem os joelhos.
Qual a promessa? Vocês saberão que eu sou Deus.
O barco da fé viaja em águas tranqüilas. A crença anda nas asas da espera.
Em meio as suas tempestades diárias faça questão de ficar quieto e de ter Deus em perspectiva. Deixe que Deus seja Deus. Deixe que Ele o banhe em sua gloria para que tanto seu fôlego como seus problemas sejam absorvidos de sua alma. Fique quieto. Fique em silencio. Reserve um momento para ficar quieto e saber que ele é Deus.
(Max Lucado, em “DIAS MELHORES VIRÃO”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário