sábado, 26 de março de 2011

UM REINO DIFERENTE
A verdade é que todas as nações e sociedades precisam desenvolver uma moeda que permita a negociação, a comercialização. Esta política monetária é estabelecida pelas autoridades de cada país e sustenta o funcionamento e a estabilidade financeira deste.
Embora invisível, o Reino dos céus também é uma nação. Como tal, funciona com uma moeda e relações de troca. A cultura deste Reino é o amor, sua atmosfera é a esperança, e a moeda corrente é a fé.
A necessidade vital, valiosa e prioritária da fé para a vida cristã é enfatizada pelas declarações feitas acerca da fé no Reino de Deus. Sem fé, o Reino não funciona. Observe as seguintes passagens:
“Seja-vos feito segundo a vossa fé” Mt 9:29-30
“E não fez ali muitas maravilhas, por causa da incredulidade deles” Mt 13:58
“Ora, sem fé é impossível agradar a Deus” Hb 11:6
“Mas o justo viverá pela fé; e, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele” Hb 10:38
Essas declarações indicam claramente a necessidade da fé para o funcionamento da economia e da sociedade do Reino de Deus sobre a terra. O fundamento da moeda do Reino indica que nada pode ser vivenciado apropriadamente sem você acreditar na Verdade e sem esperar que seja seu direito, na condição de cidadão desse Reino, receber algo.
O Reino é ativado pela crença de que é real, relevante e presente. Precisamos acreditar na administração do Reino e em Suas vantagens inerentes, tendo plena convicção de que Deus e as leis que Ele estabeleceu operarão em nossa vida agora e no futuro.
A vontade de Deus é sempre “boa, agradável e perfeita” Rm 12:2, por isso peça ao Pai que, por meio do Seu Santo Espírito, Ele revigore a fé dentro de você, para que assim, por meio da oração, você tome posse do brilhante plano divino para a sua vida.
(Myles Munroe, em “REDESCOBRINDO A FÉ”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário