domingo, 5 de setembro de 2010

OS OLHOS DA FÉ
Estou aprendendo que a fé amadurecida, que inclui a fé simples e a fidelidade, operam de forma oposta à paranóia. Ela reúne todos os fatos da vida em torno da confiança em um DEUS amoroso. Quando as coias boas acontecem, eu as aceito como presente de DEUS, dignas de ação de graças. Quando acontecem coisas ruins, não encontro nelas nenhum motivo para que me façam abandonar a DEUS. Pelo contrário, acredito que DEUS pode usar até mesmo as coisas ruins em meu benefício.
A pessoa que tem fé enxerga a vida sob a perspectiva da confiança, e não do medo, nem da ansiedade.
A fé inabalável permite crer que, apesar de qualquer adversidade, DEUS reina; que, apesar de eu me sentir indigno, realmente sou importante para um DEUS de amor; que nenhum sofrimento dura para sempre e nenhum mal triunfa no fim. A fé enxerga até o lado mais negro da história, a morte do filho de DEUS, como prelúdio necessário da glória.
Philip Yancey, em “O DEUS (IN)VISÍVEL”

Nenhum comentário:

Postar um comentário