domingo, 23 de janeiro de 2011


Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.
O que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com o teu Deus?
(1 Pedro 5:5; Miquéias 6:8).
GRANDE E HUMILDE AO MESMO TEMPO
Reconheçamos que em geral essa virtude chamada humildade não é bem apreciada e ainda menos praticada.
A humildade é uma das características maravilhosas que distinguiram o Senhor Jesus Cristo. Ele nunca buscou a popularidade; ao contrário, fugia dela (Marcos 1:37-38). Ele, o grande Deus, do céu e da terra, a quem tudo pertence, foi humilde entre os humildes. Nascido na pobreza, aprendeu o ofício de carpinteiro. Apesar de Sua divina sabedoria e de Seu perfeito conhecimento, esperou fazer 30 anos para começar Seu ministério público: anunciar o reino de Deus, ensinar e curar. “Quando o injuriavam, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente” (1 Pedro 2:23).
O Senhor Jesus é nosso modelo, mas como é difícil seguir Suas pegadas! Uma verdadeira humildade deveria diferenciar o cristão. Todos procuram seus próprios interesses, querem dominar os outros, se vangloriar e fazer valer seus direitos. Humildade demanda muita força moral e um real compromisso com o Senhor. “Aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração” (Mateus 11:29).

Nenhum comentário:

Postar um comentário