quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

O ESPÍRITO DENTRO DE NÓS
A água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna… E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; o Espírito de verdade.
(João 4:14; 14:16-17).
O ESPÍRITO DENTRO DE NÓS
Devemos notar a condição permanente da habitação do Espírito Santo. É permanente porque é baseada em uma redenção consumada e em Cristo ocupando Seu lugar nos céus. Agora somos parte de uma “nova criação” (2 Coríntios 5:17), temos a vida eterna, e não há nenhuma exigência que tenhamos de cumprir para que Ele permaneça em nós.
Você já pensou na imensa desonra feita ao Espírito de Deus e a Cristo quando negamos a perpetuidade dessa habitação? Se o Espírito pudesse nos abandonar após ter habitado dentro de nós, isso equivaleria a negar o caráter perfeito e duradouro da obra de Cristo. Portanto, Sua obra teria sido inútil e, se o Espírito Santo deixasse o crente, o próprio Cristo teria de deixar o Seu trono na glória também.
O Senhor usa a água como símbolo do Espírito que ministra vida e refrigério. Não importa para onde o homem se dirija em busca de refrigério, seja nos prazeres, na reputação, no poder, na riqueza, ou em qualquer outra coisa, ele será frustrado nessa procura. Mas podemos perder o frescor que marca os primeiros estágios da vida divina em nós, como os que em Éfeso abandonaram o “primeiro amor” (Apocalipse 2:4). Nenhuma mudança exterior e visível aconteceu, pois continuavam extremamente zelosos, a verdade era pregada de maneira clara, as doutrinas eram ensinadas com perfeição, e tinham um agudo senso do que era certo e errado. Mas onde estava a exuberância do primeiro amor?
Estou convencido de que não temos a menor idéia do que significa para o Espírito Santo habitar dentro de nós. Se soubéssemos, como seríamos pessoas humildes, como iríamos aborrecer o pecado, seríamos rápidos em nos esquivar até das formas mais sutis do mal, e, acima de tudo, que grande reverência a Deus nos caracterizaria!

Nenhum comentário:

Postar um comentário