sábado, 11 de maio de 2013

 DEUS É BOM TODO TEMPO

Está na natureza de Deus o partilhar . Seus poderosos atos de criação e redenção foram feitos para o Seu prazer, mas o Seu prazer se estende a todas as coisas criadas. Basta olhar para uma criança sorrindo brincando ou ouvir o canto de um pássaro no fim da tarde, olhe para o próprio céu neste fim de tarde, então, saberemos que Deus quis que Seu universo fosse cheio de alegria e beleza.
Os que amam Deus por Ele mesmo, irão descobrir milhares de fontes brotando do Trono cercado de arco-íris, e ofertando tesouros incontáveis que devem ser recebidos com gratidão reverente como sendo o transbordar do amor de Deus por Seus filhos. Cada dom é um presente da graça que, por não ter sido buscado egoisticamente, pode ser gozado sem prejuízo para a alma. Neles se incluem as bênçãos simples da vida, tais como a saúde, o lar, o cônjuge, a família, os amigos, alimento, abrigo, as alegrias puras da natureza ou os prazeres da música e da arte.
O esforço de encontrar esses tesouros, buscando-os diretamente em separado de Deus, tem sido a principal atividade humana no correr da história; e este tem sido o fardo e o mal do homem. O esforço de obtê-los como o motivo oculto por trás da aceitação de Cristo é um mal que só pode acabar em condenação.
Deus quer (e merece!) que nós O amemos por Ele mesmo sem qualquer razões para isso, confiando Nele para que seja tudo o que nossas naturezas requerem. Nosso Senhor disse isto muito bem: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o Seu Reino e a Sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” Mt 6:33.
(A. W. Tozer, em “O HOMEM : A HABITAÇÃO DE DEUS”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário