sábado, 25 de maio de 2013

O PÃO DA BENÇÃO E O PÃO DA VIDA

“E Jesus disse: Eu sou o Pão da Vida, aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim não terá sede.” Jo 6:35
Há, então, dois tipos de pão sendo discutidos aqui. O primeiro é o “pão da benção”, tal como o maná, o pão oferecido à multidão no deserto. O segundo é o Pão da Vida, é o próprio Senhor. Ambos, o “pão da benção” e o Pão da Vida, vieram do mesmo lugar: dos céus. Contudo, o “pão da benção” é temporário, por isso, não devemos pensar em satisfazer-nos apenas com este tipo de pão, mas sim, alimentar-nos diariamente do Pão da Vida.
A essência da discussão dessa temática é ensinar que a Fonte é sempre mais importante do que Seus fins, e que o Criador é maior do que Suas bençãos. Os bens concedidos são temporais, porque são perecíveis, mas a Fonte é permanente e eterna, Nunca devemos colocar nossa fé nas bençãos, mas sempre na Fonte das bençãos. Jesus explicou:
“Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede. Mas já vos disse que também vós me vistes, contudo, não credes” Jo 6:35-36
Você está buscando Jesus ou os sinais, as maravilhas, os milagres? Sua confiança está em Cristo, o Pão da Vida, ou está na satisfação do “pão da benção”? Você busca o regozijo de seu espírito ou simplesmente tenta manter seu “estômago” cheio? Confia nas coisas que nunca realmente satisfazem ou Naquele que traz o eterno júbilo?
Não tenha dúvidas: O Reino de Deus tem provisão para cada necessidade nossa. Entretanto, é justamente por essa razão que não devemos colocar nossa confiança nos meios que suprirão tal carência, mas sim no Deus que os fornecerá. Na condição de cidadãos do Reino, nosso dever é crer, obedecer e servir ao REI. A parte Dele é cuidar de nós. Isso é o que Jesus quis dizer quando nos advertiu: “Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Mt 6:31-33
(Myles Munroe, em “RE-DESCOBRINDO A FÉ”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário